ComunidadeCulturaFotografiaRevolução chinesa relembrada na Biblioteca Orlando Ribeiro 

A exposição fotográfica pode ser vista até 19 de setembro e a entrada é gratuita. 
13 de Setembro, 20192588 min

Decorreu ontem (12 de setembro) a inauguração da exposição fotográfica A China Bonita”, na Biblioteca Orlando Ribeiro, em Lisboa. Uma iniciativa que assinala a primeira parceria entre o Ni Hao Portugal e o Jornal Puxin.

Hoje, a comunidade chinesa em Portugal é uma comunidade significativa e importante, seja em termos da quantidade, seja em termos de qualidade. “Vivem neste momento mais de 25 mil chineses em Portugal e a presença empresarial chinesa por cá é de todos conhecida”, disse Rogério Bueno de Matos, responsável pelo Projeto Ni Hao Portugal. 

Por essa razão, “faz todo o sentido termos organizado esta exposição. As 70 fotografias contam a história de um momento histórico importante”, declarou Limei Ma, directora do Jornal Puxin e parceira do Ni Hao Portugal. “A China já não é um país fraco e indiferente. No entanto, o conhecimento dos estrangeiros pela história da China continua a ser pouco. É por esse motivo que decidimos organizar esta exposição, para dar a conhecer a revolução chinesa que, para nós, [comunidade chinesa] é muito importante”, acrescentou. 

O dia para a inauguração não foi decidido ao acaso. Ontem, celebrou-se a véspera do Festival da Lua que, para muitos chineses, equivale ao dia de natal, já que as famílias se juntam para comemorar a data. “Este dia é especial para nós e fico muito feliz por estar aqui a inaugurar esta exposição”., concluiu a directora do Jornal Puxin.

O Bank of China, que tem assumido um papel fundamental nas relações bilaterais entre Portugal e a China, foi uma das instituições que marcou no evento. Xiao Qui, general Manager do Bank of China, revelou que “para que as relações sejam ainda mais próximas, a nossa instituição pretende ajudar as empresas chinesas a expandirem-se no estrangeiro. Para além do apoio financeiro, somos os intermediários nas comunicações que existem entre as empresas chinesas e os países estrangeiros”. 

Na exposição celebrou-se também a primeira parceria entre o Ni Hao Portugal e o Jornal Puxin. “A primeira parceria de muitas”, revelou Rogério Bueno de Matos, no seu discurso.  “Falamos línguas diferentes, mas o diálogo tem de ser comum. Só assim, de mãos dadas, podemos viver em harmonia”, acrescentou.

Organizada pelo Ni Hao Portugal e Jornal Puxin, a exposição estará até o dia 19 de setembro, na Biblioteca Orlando Ribeiro. 

 

        

 

Notícia relacionada.

 

Deixa uma Resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *

Posts Relacionados

Covid-19: Agir preventivamente 

Covid-19: Agir preventivamente 

26 de Março, 2020
15 min 112
China solidária no combate ao Covid-19

China solidária no combate ao Covid-19

24 de Março, 2020
10 min 516