Covid-19SaúdeVentiladores encomendados em março já estão em Portugal

China continua a enviar ventiladores para o combate à Covid-19.
28 de Maio, 20207126 min

No início desta semana, Portugal recebeu parte dos 508 ventiladores pagos em março pelo Estado português a fornecedores chineses. Ao todo, foram transportadas 25 mil toneladas de material médico. 

Além dos ventiladores, foram também transportados equipamentos de protecção médica, incluindo máscaras, luvas e fatos de protecção química. O valor pago por cada um, cerca de 18.500 euros, é inferior ao que agora é praticado no mercado chinês. Ao todo, o investimento ultrapassou os 9.2 milhões de euros. 

Notícia relacionada.

O secretário de Estado da Saúde revelou em conferência de imprensa que “desconfinar não é descontrair” e “normalizar não é desresponsabilizar”, avançando que chegaram a Portugal parte dos ventiladores vindos da China.

“Desconfinar não é descontrair, normalizar não é desresponsabilizar. Temos por isso o dever cívico de nos protegermos e de protegermos os outros. A nossa saúde continua a depender de todos”, alertou António Lacerda Sales, na conferência de imprensa diária para actualização dos dados referentes à covid-19.

O secretário de Estado deu conta que continuam a chegar ao país os ventiladores da encomenda feita por Portugal à China. Estes ventiladores “são cruciais para aumentar a capacidade de resposta em cuidados intensivos”.

A TAP foi a companhia escolhida para transportar todo esse equipamento em dois Airbus transformados em aviões de carga. “Esta foi a primeira vez que o Airbus A330neo CS-TUQ voou com as cores da Companhia depois de ser descadeirado e transformado em cargueiro. De notar que este foi o primeiro avião comercial da TAP a ser transformado em cargueiro, permitindo que a cabina tenha capacidade para levar 11 toneladas de equipamento médico, uma ajuda suplementar a todos os países que necessitem deste tipo de material”, revela a companhia aérea em comunicado. 

TAP transformou dois aviões de passageiros só para carga e foram ambos à China buscar material médico

A companhia aérea TAP Air Portugal enviou dois aviões Airbus A330 neo para a China numa missão humanitária para transportar equipamento de protecção individual no combate à pandemia provocada pela Covid-19. Num comunicado enviado à comunicação social, a companhia revela que “os dois aviões aterraram em Pequim e Xiamen e estão preparados para transportar grande volume de material médico”. 

“Este voo marcou, de acordo com a TAP, a estreia do primeiro A330 neo convertido a 100% para o transporte de carga. A TAP fez uma pequena revolução em poucos dias – há cerca de uma semana -, transformando por completo o interior de dois dos seus aviões A330 neo (ver vídeo). Foram retirados todos os bancos da cabine, no espaço normalmente destinado a passageiros, libertando todo o seu espaço para a acomodação de carga”. 

Deixa uma Resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *