ComunidadeEducaçãoUniversidade de Lisboa pretende abrir escola de engenharia já no próximo ano na China 

Faculdade terá três licenciaturas a partir de setembro de 2020, numa parceria com a Universidade de Xangai.  
9 de Setembro, 20191393 min

Universidade de Lisboa pretende abrir escola de engenharia já no próximo ano na China. A faculdade terá três licenciaturas a partir de setembro de 2020, numa parceria com a Universidade de Xangai.  

O Reitor da Universidade de Lisboa, António Cruz Serra, revelou, numa entrevista ao Jornal de Negócios, que pretende abrir uma escola de engenharia em Xangai, na China, já a partir de 2020. “As negociações com a Universidade de Xangai estão neste momento praticamente terminadas”, disse. 

universidade de lisboa

O convite foi feito pela própria universidade chinesa e, até ao próximo ano, o reitor espera “ter tudo pronto para a abertura da escola em setembro, momento em que se inicia mais um ano lectivo”.

Uma das principais novidades anunciadas é que os estudantes terão a possibilidade de se deslocar a Lisboa para estudar durante um semestre, quer na licenciatura, quer no mestrado.

Outra novidade é que 30% das aulas dadas nas licenciaturas, tanto em Xangai, como em Lisboa, serão leccionadas por professores da Universidade de Lisboa. Para o mestrado, o reitor admite que metade dos professores que vão lecionar serão portugueses. 

Quanto ao plano de estudos, inicialmente serão três licenciaturas – engenharia civil, engenharia electrotécnica de computadores e engenharia do ambiente. Ao todo, cada curso terá 60 vagas. Relativamente às instalações e aos equipamentos necessários, serão financiados pela Universidade de Xangai.  

No primeiro ano, o professor catedrático revelou que a escola de engenharia irá ter apenas licenciaturas. Para o ano lectivo seguinte, um dos principais objectivos é inserir alguns mestrados, ligados às áreas das engenharias. 

Deixa uma Resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *