Covid-19ComunidadeUnião dos Imigrantes Chineses em Portugal doa 50 mil máscaras

Um acto de solidariedade e de união em tempos de luta contra uma pandemia global. 
27 de Abril, 20205215 min

A União dos Imigrantes Chineses em Portugal doou 50 mil máscaras às autarquias da Maia, Matosinhos, Gondomar e Porto, além dos três mil exemplares entregues ao posto da GNR de Vila do Conde. Um investimento que ronda os  30 mil euros para ajudar o combate à  Covid-19 em Portugal. 

“Nós [União dos Imigrantes Chineses em Portugal] reunimo-nos há umas semanas com alguns sócios chineses e conseguimos juntar dinheiro suficiente para comprar máscaras à China. Depois, foi só esperar que chegasse a Portugal”, disse Hugo Sheng, empresário e representante da União dos Imigrantes Chineses em Portugal. 

No comunicado enviado à comunicação social, a associação disse que “esta união é composta por cerca de 100 empresários chineses que têm negócios de importação e exportação para a China. Os vários membros uniram-se e recolheram fundos entre os sócios para depois comprar e doar estes equipamentos para o combate à pandemia de Covid-19”. 

©DR
Cortesia do Notícias da Maia

As máscaras de protecção individual foram entregues à Câmara Municipal da Maia no passado dia 22 de abril e foram recebidas pelo vice-presidente da Câmara Municipal Paulo Ramalho numa cerimónia simbólica. Na sua conta de Twitter, o vereador comentou a doação como “um gesto que muito apreciamos e agradecemos [..] Temos que manter-nos fortes para juntos combater esta pandemia provocada pelo Covid-19”. 

Segundo a autarquia, estes equipamentos “vão ser distribuídos pelos vários profissionais do concelho que estão na linha da frente no combate à Covid-19”. 

A GNR agradeceu o gesto de solidariedade e afirmou que já distribuíram as máscaras por todo o canal logístico. “Neste momento, já temos uma viseira para cada militar e as viseiras podendo ser desinfectadas e reutilizáveis facilita muito, mas o complemento das máscaras, como são descartáveis, e precisamos de estar sempre a renovar com muita mais frequência, é uma doação muito importante. Em complemento à viseira, asseguramos o equipamento de proteção individual muito mais adequado”. 

Portugal regista hoje 928 mortos associados à covid-19, mais 25 do que no domingo, e 24.027 infetados (mais 163), indica o boletim epidemiológico divulgado hoje pela Direção-Geral da Saúde (DGS).

A região Norte é a que regista o maior número de mortos (536), seguida da região Centro (191), de Lisboa e Vale do Tejo (179), do Algarve (12), dos Açores (9) e do Alentejo que regista um caso.

Deixa uma Resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *