NegóciosEconomiaTurismoTurismo: Compras chinesas crescem 37% 

Em 2019, os turistas chineses compraram mais em Portugal, alcançando uma média de 750€ por compra.  Roupa de marca ou relógios são os mais adquiridos e representam 60% do orçamento de viagem em compras.
23 de Janeiro, 20207676 min

As vendas ‘tax free’ a turistas chineses de visita a Portugal registaram no último ano, um aumento de 37%, face ao período homólogo. Em média, este turista gastou 750€ por compra, representando um aumento de 12% no valor médio.  Roupa de marca ou relógios são os mais adquiridos e representam 60% do orçamento de viagem em compras.

Os dados são da Global Blue, empresa gestora das operações que envolvem o reembolso do IVA a cidadãos extracomunitários, aos quais se aplica o regime ´tax free´.

Os chineses gastam em média 60% do seu orçamento de viagem em compras, numa proporção muito acima de outros turistas de países distantes, segundo adiantam os responsáveis da Global Blue, lembrando que Portugal está a conquistar uma notoriedade crescente no segmento de turismo de compras.

Campanha em Lisboa para compras sob o signo do Rato

Em vésperas do Ano Novo Chinês, a empresa acaba de lançar uma campanha a nível internacional, que inclui Lisboa, dirigida especificamente a este mercado-alvo.  “Celebre o Festival da Primavera com a Global Blue”, decorre entre 20 de janeiro e 29 de fevereiro e oferece um conjunto de vantagens exclusivas aos turistas chineses, que aproveitam o período festivo para viajar.

A campanha tem por base a plataforma WeChat, permitindo aos turistas acederem via QR Code a uma Roda da Sorte, com o símbolo do Rato – animal da astrologia chinesa que significa abundância, energia e optimismo.

Em lojas de marca na Avenida da Liberdade, Rossio, Chiado ou Praça do Comércio, além do ‘outlet’ Freeport em Alcochete, a campanha permite ainda aos compradores chineses aceder a cupões de desconto.

Para Renato Leite,  director-geral da Global Blue “estas datas do calendário chinês são uma oportunidade muito significativa para apoiarmos os nossos parceiros em ´drive-to-store´, afim de dinamizarem as suas vendas junto de um segmento de turistas muito importante, que lidera o ranking do valor médio de compras em Portugal e está em terceiro lugar do ranking de nacionalidades em vendas ´tax free´”.

Esta não é a primeira vez que a empresa aposta em estratégias de marketing ´drive-to-store´ junto dos turistas chineses.  Em outubro do ano passado, promoveu a campanha Golden Week e,  de acordo com os dados obtidos, verificou “ um crescimento de 48% nas vendas em loja durante esse período”.

Em agosto do ano passado, Rui Canas, Sales Manager da Global Blue , em entrevista ao Ni Hao Portugal explicou que  a China representa 15% das compras,  assumindo-se como a nacionalidade mais representativa em Portugal nas compras ‘tax free’.

Quanto às cidades, Lisboa é claramente a que mais ganha, com “80% dessas compras a serem feitas na capital, com enfoque na Avenida da Liberdade […] A Avenida da Liberdade representa sozinha 65% das Compras  ‘tax free’ dos turistas chineses em Portugal”.

Para além dessa, “acrescentaríamos a Zona da Baixa de Lisboa e o Amoreiras Shooping Center […] Muito próximo de Lisboa, há uma zona que se destaca claramente: O Freeport Lisboa Fashion Outlet, em Alcochete, que tem feito um trabalho notável para atrair o turista chinês, que se  aí se desloca com a intenção clara de compras as marcas lá representadas”.

Rui Canas define o turista chinês como sendo extremamente cuidadoso. “Gosta de interagir com o comerciante na sua língua preferencialmente, pagar da mesma forma que faria na China e utilizar a vantagem de compras em  ‘tax free’, com um operador que conhece”.

 

 

Deixa uma Resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *