CulturaMundoRui Paixão: Palhaço português protagonista do Cirque du Soleil na China

Espectáculo da companhia de circo mais conhecida do Mundo. estará em Hanghouz, na China, nos próximos dois anos.
29 de Agosto, 20191114 min

Rui Paixão, é o primeiro palhaço português com criação original a chegar ao novo espectáculo do Cirque du Soleil já este ano, na China. O jovem artista (tem 23 anos), é natural de Santa Maria da Feira e começou por fazer teatro de rua na cidade onde cresceu. Durante dois anos, Rui Paixão fez parte de algumas companhias de circo em Portugal, Espanha e França.

Formado em teatro, em 2015 viu a oportunidade de ser convidado para ir a uma audição em Las Vegas, nos Estados Unidos da América, onde viria a ser um dos cinco finalistas seleccionados. “Seleccionaram-me para ficar em consideração para ser criador original numa futura obra do Cirque du Soleil”. Em maio de 2017, recebeu a confirmação que tanto esperava, o convite para integrar o novo projecto do mais conhecido circo mundial. 

Rui Paixão

“Toda a imagem que as pessoas têm dos palhaços, eu sou totalmente oposto”, revelou Rui Paixão à RTP. A caracterização, o jogo e o improviso “são as minhas armas”. 

“Deixa-me muito feliz ter começado na rua, ter investido na rua e, de repente, chegar ao tão reconhecido Cirque du Soleil”. “Viram o meu trabalho, interessaram-se e fizeram um convite para fazer uma personagem de criação original”, acrescenta. 

O jovem será um dos cinco palhaços protagonistas do espectáculo – dois americanos, um francês, um italiano e um português. Quanto à personagem, “será, de certeza, uma personagem que parte muito da experiência que eu tenho coleccionado durante os três anos”. Revela, ainda, que “vou estar em cena quase todo o espectáculo”. 

É assim, o primeiro palhaço português, com criação original, a chegar ao Cirque du Soleil e, neste e próximo ano, vai estar no outro lado do planeta a fazer o que mais gosta de fazer.  

Este ano, o Cirque du Soleil estreia-se na China, em Hangzhou – capital da província chinesa de Zhejiang – e aborda a união dos mundos ocidental e oriental. 

Deixa uma Resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *