EconomiaRelações económicasChinesa Fosun aumenta no 1º semestre com contributo de activos em Portugal

Seguradora Fidelidade e o banco BCP contribuíram para lucros na ordem dos 957 milhões de euros.
29 de Agosto, 20191374 min

O grupo chinês Fosun teve lucros atribuíveis a accionistas de 7,61 mil milhões de renminbi no primeiro semestre (cerca de 957 milhões de euros), mais 11% em termos homólogos, para os quais contribuíram a seguradora Fidelidade e o banco BCP.

Segundo a informação divulgada, entre janeiro e junho, as receitas da Fosun International cresceram 57% para um novo recorde de 68,48 mil milhões de renminbi (cerca de 8,6 mil milhões de euros à taxa de câmbio atual).

A administração da empresa recomendou, em relação aos resultados do primeiro semestre, um dividendo intercalar de 0,13 renminbi por ação (0,016 euros).

FOSUN

Segundo o presidente da Fosun International, Guo Guangchang, citado no comunicado, estes foram os melhores resultados semestrais de sempre.

O grupo Fosun detém múltiplos activos a nível mundial, nos sectores de saúde, bem-estar, turismo (como o Clube Med), financeiro e até futebol (o clube inglês Wolverhampton Wanderers, treinado por Nuno Espírito Santo).

Em Portugal tem um importante investimento. É dona da seguradora Fidelidade, que comprou à Caixa Geral de Depósitos (CGD) em 2014 e através da seguradora detém 5% da REN – Redes Energéticas Nacionais, é a maior acionista do banco BCP (com 27,25%) e é a dona da Luz Saúde.

Segundo a empresa, os cinco maiores contribuintes para as receitas, no primeiro semestre, foram Fosun Pharma, Yuyuan, Fosun Tourism Group, Fosun Insurance Portugal (cujas receitas cresceram 50%, sem revelar o valor) e Peak Reinsurance, que representam 83% do total.

Por origem geográfica das suas receitas, diz a empresa que 57% vêm da China, 27% da Europa, Médio Oriente e África, 11% da América e o restante de mercados emergentes.

A Fosun diz que o sector financeiro teve um bom desempenho devido aos resultados do BCP, com 13% do crescimento dos lucros atribuídos aos accionistas, para 170 milhões de euros.

 

Fonte: Lusa

Deixa uma Resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *