CulturaBruno Saavedra de regresso a Portugal e com um novo espaço para o “Made in China”

Depois de Austrália e Macau, o fotografo luso-brasileiro regressa a Lisboa para expor o seu projecto na Galeria do Solar dos Zagallos, em Almada. 
13 de Outubro, 20191044 min

Bruno Saavedra traz a Portugal o seu mais recente trabalho fotográfico “Made In China”. Ao todo são 19 obras que retratam os três anos que o fotografo viveu em Macau, entre 2011 e 2014. 

Nos últimos meses, o fotografo viu o seu trabalho ser reconhecido em vários espaços, nacionais e internacionais, como a Casa Independente, em Lisboa, a Wentworth Galleries em Sydney, Austrália, e mais recentemente na Galeria de Arte da Fundação Rui Cunha, em Macau.

Agora, a exposição chega à Galeria do Solar dos Zagallos, em Sobreda, Almada, e fica até 20 de outubro. A concretização do projecto durou, segundo o artista, cerca de quatro meses e foi finalizado nas comemorações do Ano Novo Lunar do Galo, em 2017.

Esta exposição revela também as dificuldades que um cidadão estrangeiro encontra quando decide ir viver para um país, onde a religião, a cultura e os hábitos são totalmente diferentes dos seus.

“Três anos em Macau fizeram com que Bruno Saavedra se apercebesse da dificuldade que é chegar mais perto da comunidade chinesa. De volta a Lisboa, Bruno Saavedra trouxe consigo essa incógnita por resolver, algo que não tinha conseguido ultrapassar e que talvez partisse de questões culturais”, revela a organização. 

Para o fotógrafo, o projecto retrata uma visão diferente e subtil da comunidade chinesa. “Fui à procura de detalhes e imagens que de alguma forma me fizessem conhecer a história das suas vidas e o modo como vivem”. A fotografia foi, então, “a solução que encontrei para o problema da integração, permitindo-me pensar de uma maneira diferente e começar a entendê-los”.   

Bruno Saavedra nasceu no Brasil em 1987 e desde 2004 reside em Portugal. Durante três anos viveu em Macau, onde trabalhou em atividades artísticas de animação sociocultural na Casa de Portugal. Em 2014 regressou novamente a Portugal e é em Lisboa que concluiu o curso de maquilhagem na Lisboa Make-Up School. Desde então, o luso-brasileiro tem se dedicado à fotografia. Por entre os seus projetos, destacam-se Flavors, Possibility, Ana, OitoxOito, Esperança, Na Terra de Jacó e Made In China.

“Made In China”  está patente até 20 de outubro na Galeria do Solar dos Zagalos, em Almada. Esta é uma iniciativa organizada pela Câmara Municipal de Almada. A entrada é gratuita. 

Notícia relacionada.

 

Deixa uma Resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *