CulturaCinemaFestival de Cinema Chinês em Portugal inaugura no Centro Cultural de Belém

Evento reforça o intercâmbio cinematográfico entre Portugal e a China.
22 de Agosto, 20191856 min
Em cerimónia muito concorrida, e com a presença de altas individualidades, decorreu hoje, no Centro Cultural de Belém, em Lisboa, a cerimónia de abertura do Festival de Cinema Chinês em Portugal que apresenta, nesta edição, quatro filmes produzidos pela China Film Group Corporation: a ficção científica (e estrondoso êxito de bilheteira) “Terra a Deriva”, de Frant Gwo, a obra sobre a fé dos discípulos budistas “Xuan Zang”, de Huo Jianqi, a calorosa comédia familiar “O Bom Garoto e o Kung Fu”, e Shen Dong, e o romantismo das memórias de juventude de “O Meu Melhor Verão”, de Zhang Disha.
A China Film Corporation é a maior produtora estatal de filmes daquele país, realizando um média de 15 longas-metragens por ano e ganhando cada vez mais prémios internacionais em certames independentes. Vem praticando activamente o intercâmbio cinematográfico entre Portugal e a China, perseguido uma aproximação cultural que se pretende crescente entre os dois países.
“A China e Portugal têm um grande potencial e amplas perspectivas no campo da cooperação da indústria cinematográfica e aguardam uma mais cooperação com os seus homólogos do cinema português” – sublinhou na ocasião La Peikang, Presidente da China Film Corporation.
Por seu turno, Zu Zhida, Vice-Chefe da missão da Embaixada da China em Portugal, situou o presente Festival de Cinema Chinês em Portugal num movimento de cooperação luso-chinês que vai engrossando, lembrando que o filme “Trança Feiticeira”, produzido pela China e por Portugal, venceu o Prémio Especial do Festival Internacional de Cinema da Figueira da Foz em 1997, que em 2003 a Delegação Cinematográfica Portuguesa participou no 12º Festival de Cinema Galo Dourado e Cem Flores na China, que os dois países realizaram, respectivamente, as Festas do Cinema em 2015 e 2916 e que o ano passado inaugurou-se o certame Portugal 2018 Semana do Cinema Chinês em Lisboa.
Também presente na cerimónia, o Embaixador de Portugal na China, José Augusto Duarte, num vivo improviso, congratulou-se com a realização do evento, símbolo de uma cada vez maior aproximação cultural entre os dois povos, sendo o presente Festival de Cinema Chinês no nosso País apenas um das faces de um movimento multidisciplinar.
Na abertura do Festival de Cinema Chinês em Portugal, a que assistiram, além do Presidente da China Film Group Corporation, os representantes da Red Baron Group, da Associação de Comerciantes e Industriais Luso-Chineses e da Iberia Universal, estiveram igualmente presentes os dirigentes co-organizadores do evento: a Associação para o Desenvolvimento dos Chineses em Portugal, a Associação para o Empreendedorismo dos Emigrantes Chineses em Portugal, a Associação Geral das Mulheres Chinesas em Portugal., a Associação Europeia de Empresários de Zhejiang e a Associação de Promoção de Negócios entre a Europa e a China.

Deixa uma Resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *