Concerto do Ano Novo

A 25 de Janeiro celebra-se a chegada do Ano Novo Chinês. Despedidas feitas ao Porco de Terra, é hora de receber o Rato, o primeiro dos doze animais do Zodíaco chinês. Este ano, acompanhado pelo elemento Metal. O ano que agora começa é um ano propício a novos projectos, iniciativas e oportunidades. Por esta razão “sugere-se, entre outras tradições, comer alimentos apreciados pelo rato (frutos secos e queijos) ou usar as suas roupas e acessórios mais luxuosos, pois o rato gosta de opulência”, explica a Fundação Oriente no comunicado de imprensa enviado às redacções.

Entre tradições, rituais e superstições, o Museu do Oriente (MO) preparou uma série de actividades para receber condignamente o Novo Ano Chinês.

Momentos entre família e amigos estão garantidos e todos estão convidados a participar. De 11 a 25 de Janeiro, a instituição promove diversos Workshops, Conferências e Espectáculos alusivos às festividades do ano novo chinês:

A 12 de Janeiro, a partir das 17 horas, o Museu da Fundação Oriente apresenta o Concerto do Ano Novo. “Neste concerto, apresentam-se ao público cerca de 50 violinistas – aos violinistas do Museu do Oriente juntam-se os da Fundação O Século – para formar uma orquestra intergeracional em que filhos, pais e avós tocam lado a lado”.

O espectáculo tem a duração de 90 minutos e é dividido por três partes.

PROGRAMA
1ª parte

  • Strumming tune, Ros Stephen, do livro Violinworks Book 1
  • Roll and Rock, Ros Stephen, do livro Violinworks Book 1
  • Takin it easy, Kathy e David Blackwell do livro do livro Fiddle Time Runners
  • Swing band, Kathy e David Blackwell, do livro String Time Starters
  • Katies Waltz, Kathy e David Blackwell, do livro Fiddle Time Joggers
  • Rocky horse, Kathy e David Blackwell, do livro Fiddle Time Joggers
  • Lazy scale, Kathy e David Blackwell, do livro Fiddle Time Joggers
  • Kingston Calypso, Kathy e David Blackwell, do livro String Time Joggers
  • In the groove, Kathy e David Blackwell, do livro Fiddle Time Joggers
  • Fiddle time, Kathy e David Blackwell do livro Fiddle Time Joggers

2ª parte

  • Molihua, música tradicional da província de Jiangsu (China)
  • Yeut gwong gwong, música tradicional da província de Cantão (China)
  • Kdalak Sulimutuk, Abilio Araújo (Timor Leste)
  • Molbailodou, Música tradicional de Goa

3ª parte

  • Ninho de Cucos, música tradicional do País de Gales
  • Lonely Lady, Helen Butterworth do livro Gems for Violin Ensembles
  • Inisheer, Thomas Walsh
  • Danny Boy, música tradicional da Irlanda
  • Dilley Dance, Helen Butterworth do livro Gems for Violins Ensemles
  • São Patrício, Kathy e David Blackwell, do livro Fiddle Time Joggers
  • Drowsy Maggie, música tradicional da Irlanda
  • Canon para 3 violinos, Johannes Pachelbel

Ficha artística Direcção artística Rita Mendes | Piano Pedro Baião | Contrabaixo Duncan Fox | Percussão André Reis | Cantores Gonzaga Coutinho, Luísa Mirpuri | Encenação Luís Moreira | Participação especial escritor Luís Cardoso

Notícia Relacionada 

Data

Jan 12 2020 - Jan 15 2020

Hora

5:00 pm - 6:00 pm
Fundação Museu Oriente, Lisboa

Localização

Fundação Museu Oriente, Lisboa
Fundação Museu Oriente, Lisboa
Categoria

Próximo Evento

Deixa uma Resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *