AgendaComunidadeCulturaDepois do Porco é a vez de dar as boas vindas ao Rato

Primeiro signo do horóscopo chinês é símbolo de sorte e riqueza. 
14 de Janeiro, 2020141617 min

O Ano Novo Chinês que este ano começa a 25 de Janeiro e termina a 11 de Fevereiro de 2021 é a celebração mais importante para os chineses e celebrado no mundo inteiro.

Ao contrário da maioria dos países, na China, o ano novo não tem uma data fixa. É celebrado de acordo com o Calendário Lunar e coincide sempre com a Lua Nova, que ocorre entre 20 de Janeiro e 20 de Fevereiro. Esta é  é uma tradição que conta já com mais de quatro mil anos de história. 

Findo o ano do  Porco de Terra está na altura de receber o ano novo que está a chegar. De acordo com o horóscopo chinês,  o Rato – o primeiro signo do Zodíaco – associado ao elemento Metal é o signo que rege 2020. 

 

“O Ano Novo Chinês é a celebração mais importante”

An Lin Yang nasceu na China e vive há 28 anos em Portugal. Em entrevista ao Ni Hao Portugal, Yang confirma: “O Ano Novo Chinês é a celebração mais importante para nós [comunidade chinesa] e a mais aguardada […] Lá em casa, na véspera do ano novo, reinam as tradições, com pratos e cores alusivos às festividades”.

As celebrações do novo ano começam na véspera. Limpar e arrumar a casa, cortar o cabelo, organizar os negócios e fechar as contas são rituais indispensáveis antes de começar os preparativos do último jantar do ano. Muitas famílias decoram as suas salas com vasos com flores vermelhas e com frutas, como laranjas e tangerinas. 

No jantar, são preparados pratos típicos e especiais “para trazerem toda a sorte, riqueza e felicidade durante o novo ano”. 

A comunidade chinesa é supersticiosa quando se trata de confeccionar os pratos tradicionais do ano novo. Por essa razão, a maioria são cozinhados pelo simbolismo que carregam e não propriamente pelo sabor. “A maioria dos pratos chineses cozinhados nesse dia são servidos porque os nomes deles soam com palavras que significam felicidade, riqueza ou fortuna”.  

Na mesa, não pode faltar o Peixe Inteiro (Símbolo de Abundância), Brócolos ou Couve de Flor (riqueza), Noodles (Longevidade), Camarão (Felicidade), Jiaozi (Prosperidade), Laranjas ou Tangerinas (Riqueza), Rolinhos de Primavera (Riqueza), Doces (Doçura no novo ano). Tudo é servido em louça vermelha. “Esses jantares são sempre em redor da família, assemelhando-se à Ceia de Natal”. 

Após o jantar, “os momentos são em família e aguardam-se as doze badaladas”, tal como se verifica nos países ocidentais. 

Na China, é tradição celebrar as doze badaladas com pirotecnia. Ainda assim, desde 2018, o fogo de artifício foi proibido em mais de 500 cidades chinesas devido às fortes poluições que as mesmas enfrentam. Em alternativa, têm sido utilizados drones que sobem aos céus para um espectáculo de luzes, assemelhando-se ao do Fogo de Artifício.

Para este ano, o governo chinês já fez saber que terá cerca de dois mil drones a sobrevoar os céus. Xangai é uma das cidades que utilizará este meio alternativo. Já Macau e Zhuhai não dispensam o tradicional espectáculo pirotécnico.

Por cá, não há fogo de artifício, mas a animação não falta. “Ouvimos músicas tradicionais, dançamos e conversamos. Mais importante do que as tradições, este é um momento passado em família”. 

Celebrada a véspera e as doze badaladas, as celebrações prolongam-se durante 15 dias, com inúmeras tradições, rituais e superstições. Sempre entre a família e amigos.

Não comer carne, prestar homenagens à família, ficar em casa, rezar, entregar envelopes vermelhos e queimar incenso são outras tradições e rituais que marcam esta data festiva. “Queimar incenso em pau ou em tubos de papel representa queimar o passado e pedir prosperidade para o ano que agora começa”. 

O vermelho é a cor vibrante e predominante para as comemorações. É símbolo de transformação, movimento e vida. Junta-se a ela, o amarelo, o roxo e o dourado, cores também auspiciosas que atraem riqueza e prosperidade. 

As celebrações do Ano Novo terminam no décimo quinto dia com o Festival das Lanternas.  Este ano, será a 9 de Fevereiro. O Festival das Lanternas assinala também a primeira noite de lua cheia do calendário chinês, o retorno da primavera e o reencontro com a família. 

Nessa noite, as pessoas saem às ruas com lanternas coloridas e celebram junto dos seus, simbolizando o reencontro com a família. É tradição comer Yuanxiao , símbolo de boas energias. Trata-se de um bolo de massa em forma de bola feito de farinha de arroz e com recheio de carne moída, legumes ou até mesmo dos dois.

No Festival das Lanternas e ao contrário do que se verifica nas celebrações do Ano Novo Chinês, existem várias tradições, que variam entre as famílias. Iluminar as ruas com lanternas, apreciar a lua cheia, lançar fogo de artifício, adivinhar enigmas escritos em lanternas, dançar danças do leão ou do dragão e andar sobre pernas de pau são as mais usuais. 

 

Porco e Dragão são signos fortes. E o Rato? 

Na astrologia chinesa, os animais são a materialização e a expressão dos conteúdos animalescos da alma humana. Ao todo, doze signos compõem o horóscopo chinês – Rato, Boi, Tigre, Coelho, Dragão, Serpente, Cavalo, Cabra, Macaco, Galo, Cão e Porco. A eles, juntam-se cinco elementos – Madeira, Terra, Água, Metal e Fogo. 

Este ano, o Rato volta a iniciar o novo ciclo de 12 anos do horóscopo chinês e associa-se ao elemento Metal, símbolo de sucesso, honestidade, confiança e determinação.

Embora não seja um entendido na matéria, An Lin Yang revela que o Rato “significa sabedoria, sorte e sucesso”. Questionado sobre a importância dos signos, “tal como no ocidente, damos um grande valor aos signos e ao que eles representam”. O signo de Yang é Cão, “significa lealdade”. 

No horóscopo chinês, o Rato é descritivo como sendo um animal criativo, trabalhador, optimista e energético. São agradáveis, intuitivos e têm capacidade de adquirir e preservar coisas e valores. Além disso, são sensíveis e gentis. No lado financeiro, gostam de economizar. É símbolo de sorte e de riqueza.

Os nativos deste signo são pessoas que nasceram nos anos 1900, 1924, 1948, 1972, 1996 e 2020. Os homens nascidos nesses anos são inteligentes e adaptam-se rapidamente a novas realidades. Quanto às mulheres, são mais tradicionais. Organizadas, valorizam muito a família. A nível profissional, demonstram grandes capacidades de inteligência, dedicação e responsabilidade. 

De acordo com o Calendário Chinês, o Rato é compatível com o Boi, Dragão e o Macaco. Não é compatível com o Cavalo, Cabra e Coelho. 

 

Ano Novo Chinês em Portugal

À medida que a influência da China se espalha pelo mundo, esta tradição tem ganho maior visibilidade fora de portas.

Em Portugal, as celebrações têm cada vez maior adesão. “Esta é uma oportunidade para mostrar à população portuguesa os costumes e tradições chinesas, promovendo laços e dinamizando relações interculturais”, citou a Agência Lusa no discurso do Embaixador da China em Portugal, Cai Run, nas celebrações do Ano Novo Chinês do ano passado, em Lisboa. “O evento [Ano Novo Chinês] torna-se gradualmente um festejo importante em Portugal, desempenhando um papel positivo na promoção do intercâmbio cultural sino-português. As nossas duas culturas interagem, e a amizade entre os dois povos aprofunda-se”, acrescentou. 

Por cá, não se comem as tradicionais passas ou se bebe o champanhe, mas há muitos eventos e festas que assinalam esta data. Lisboa, Vila do Conde e Lagoa são as cidades que mais atenção dão a esta celebração. 

Além delas, os Institutos Confúcio  e outras associações/instituições, como a Fundação Oriente e a Escola de Medicina Tradicional Chinesa, ambas em Lisboa, celebram também o Ano Novo Chinês, com a organização de eventos e convívios. 

Enquanto as celebrações do Ano Novo Chinês não começam e para melhor conhecer esta tradição milenar tão importante para a comunidade chinesa, sugerimos que assista  ao vídeo do Desfile do Ano Novo Chinês do ano passado, em Lisboa. 

Deixa uma Resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *