EconomiaNegóciosSem CategoriaChinesa Cofco instala-se em Matosinhos e contrata 165 pessoas

31 de Maio, 2019665 min

O centro de serviços partilhados da empresa pública chinesa de “trading” agroindustrial, que é inaugurado esta sexta-feira, no Centro Empresarial da Lionesa, já emprega 80 pessoas, prevê chegar às 165 no final do ano e ultrapassar as 400 em 2021.

Quase seis meses depois da assinatura do acordo de investimento entre a Cofco e a AICEP, na presença de António Costa e de Xi Jinping, no âmbito da visita do presidente da China a Portugal, em dezembro passado, o centro de serviços partilhados da empresa pública chinesa é inaugurado esta sexta-feira, 31 de maio, em Matosinhos.

Instalado no Centro Empresarial da Lionesa, o centro da Cofco “conta, atualmente, com 80 pessoas, quase todos portugueses, esperando-se que sejam 165 no final do ano e mais de 400 em 2021”, avança a empresa, em comunicado.

A Cofco está, assim, a recrutar mais colaboradores, privilegiando perfis na área financeira e de IT.

Este centro irá prestar serviços corporativos a nível global da Cofco, sobretudo nas áreas de IT, operações, recursos humanos e ‘procurement’, entre outras funções, estando “em curso” a transferência para a Lionesa da parte financeira da empresa, atualmente localizada na Argentina, adiantou ao Negócios o diretor do centro.

Luís Alves avançou, também, que as instalações a inaugurar, de 1.600 metros quadrados, têm capacidade para 165 postos de trabalho, pelo que “já está a ser planeado um novo escritório, na Lionesa, com 4.500 metros quadrados”.

A Cofco escolheu Portugal para a implantação deste centro “por várias razões, como os recursos humanos altamente qualificados, localização estratégica – proximidade à sede global em Genebra e boas ligações aéreas a vários mercados onde a Cofco opera -, a utilização das línguas portuguesa, castelhana e inglesa, o apoio do Governo português, através da AICEP, e a abertura de Portugal a negócios internacionais”, explicou a empresa pública chinesa.

“A China já investiu em Portugal nove mil milhões de euros. O investimento de Portugal na China também está a crescer. Ainda temos muito trabalho pela frente. Este projeto da Cofco vai atrair mais empresas chinesas para abrir mais centros e mais fábricas em Portugal”, anunciou Cai Run, embaixador da China em Portugal, em janeiro passado, na Lionesa, durante uma visita ao novo centro da Cofco.

A Cofco é uma empresa global de “trading” agroindustrial, manifestando-se “focada em ser a líder mundial na cadeia de abastecimento de grãos, oleaginosas e açúcar, com ativos na América, Europa e Ásia-Pacífico”.

Presente em 35 países e com mais de 12 mil trabalhadores, reporta receita de 34 mil milhões de dólares (30,5 mil milhões de euros).

 

Fonte: Jornal de Negócios

Deixa uma Resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *