NegóciosCerveja Coral: Única empresa 100% portuguesa que exporta para a China

As exportações da Empresa de Cervejas da Madeira (ECM) para a China estão a consolidar-se, movimentando quatro milhões de euros anuais para a província de Fujian
24 de Julho, 20192795 min

As exportações da Empresa de Cervejas da Madeira (ECM) para a China estão a consolidar-se, movimentando quatro milhões de euros anuais para a província de Fujian. 

Com um vasto número de empresas de produção de cerveja, a ECM é a única com capital 100% português. A cerveja Coral, o principal produto comercializado pela empresa, é a mais exportada para o continente asiático. 

Coral

Miguel Sousa, administrador da empresa, em declarações à Lusa, referiu que “As fábricas de Portugal Continental não são portuguesas. São empresas detidas por cervejeiras mundiais, ‘globetrotters’, que hoje mandam no mundo da cerveja e que também têm essas empresas, essas marcas, como suas, ainda que, numa delas, haja uma participação portuguesa”. Sousa explicou, ainda, como surgiu a ligação entre a empresa e o mercado asiático: “Foi um chinês que veio a Portugal para comprar e encomendar outros produtos que tinha interesse em comercializar tão longe e que, em Portugal Continental, deu com a Coral e veio contactar-nos. A partir daí, foi estabelecer canais comerciais”. 

Com mais de 145 anos de existência, a ECM é a maior empresa regional de produção e distribuição de bebidas na RAM “Fabrica, comercializa e distribui marcas próprias de cervejas, refrigerantes e águas, representando ainda marcas prestigiadas noutras categorias (espirituosas, vinhos, sumos e néctares, águas, leites, azeites, vinagres e molhos)”, afirma o site da própria empresa.  

Coral
Cerveja Coral é a mais exportada para a China
Foto: Jornal Económico

 “Crescemos mais nos países longínquos do que no mercado nacional, o que não deixa de ser curioso, já que somos a única cervejeira 100% portuguesa”, revelou o administrador da empresa, em 2017, ao O Jornal Económico. Acrescenta ainda que, em Portugal Continental, as regras comerciais são adulteradas pelas grandes empresas, tornando-se “difícil para uma pequena cervejeira investir”. 

Gustavo Coelho, assessor da direção do grupo, disse, ao Ni Hao Portugal, que “Sempre se fabricou cerveja e refrigerantes na empresa, nomeadamente a “Laranjada”, que é seguramente um dos dois refrigerantes mais antigos no mundo”. Para além da China, “o Reino Unido, Estados Unidos da América, Canadá e Africa do Sul” são outros países que contribuem para a exportação dos produtos da empresa madeirense. 

Com um volume de negócios de 50 milhões de euros, atualmente, a exportação dos produtos da ECM para a China é de quatro milhões de euros. 

Deixa uma Resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *