ComunidadeCasamento da gastronomia tradicional chinesa com o vinho português

Fomos até a um restaurante chinês em Lisboa, onde o picante é rei, e entrámos numa verdadeira viagem gastronómica, marcada pelo casamento feliz entre a gastronomia tradicional de chinesa e o vinho português. Veja aqui a reportagem completa. 
10 de Março, 20201194 min

O Ni Hao Portugal foi até ao restaurante The Old House, em Lisboa, onde o picante é rei e entrou numa verdadeira viagem gastronómica, marcada pelo casamento feliz entre a gastronomia tradicional de chinesa e o vinho português. 

O restaurante pertence à cadeia The Old House, do empresário chinês Yang Cao, e na China é uma das empresas de restauração mais reconhecidas. Actualmente, o grupo conta com 30 espaços na China e desses apenas um está fora do país asiático, em Portugal. Aberto desde 2015, o restaurante está localizado no Parque das Nações, em Lisboa. 

O The Old House oferece aos seus clientes uma autêntica viagem até à região de Sichuan,  conhecida pela sua explosiva riqueza gastronómica, onde a malagueta e a pimenta frescas, secas ou em pó da região não podem faltar. Contudo, se não apreciar picante, o chefe recomenda que abdique dela. Se gostar, peça moderado. Se for muito apreciador, recomenda-se o nível de picante típico de Sichuan, sem quaisquer adaptações.  

O espaço divide-se em dois andares e tem uma capacidade para 180 pessoas. Além da sala, existem quatro salas privadas que permitem receber cerca de 40 pessoas. Quanto à decoração, é como se estivéssemos num restaurante típico em Sichuan, com vários pormenores: Lanternas, potes chineses e árvores de bonsai não faltam. Aqui, reina o vermelho, o bege e o branco, além de breves apontamentos azuis e dourados. 

No momento do pedido, esqueça o arroz chau chau ou os crepes chineses e peça antes uma sopa kong fu, o pato à Pequim, o robalo assado ou os noodles frescos com gambas, algumas das especialidades da casa.

Para acompanhar, ignora-se o tradicional chá e recomenda-se vinho português, “uma combinação perfeita entre as duas culturas”, diz José Peixoto, o responsável pela carta de vinhos.

A ideia de juntar a comida chinesa com o vinho português surgiu logo na idealização do projecto e antes da abertura do estabelecimento, já José Peixoto testava várias opções de vinhos, do norte ao sul do país e ilhas, que combinassem em pleno com os pratos picantes de Sichuan. 

Para cada prato, um vinho diferente e até a sobremesa está incluída.  Curioso?  Espreite abaixo a reportagem completa. 

 

 

 

 

Deixa uma Resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *

Posts Relacionados