CulturaComunidadeTrês mil anos de sucesso que estão a chegar aos poucos a Portugal

Medicina Tradicional Chinesa promete continuar a sua história e a conquistar o mundo com o seu método alternativo eficaz. Aos poucos, começa a ser procurada pelos países ocidentais.
1 de Setembro, 201918112 min

A Medicina Tradicional Chinesa (MTC) está ligada à língua e à cultura chinesa há mais de três mil anos e tem por base um conjunto de tratamentos tradicionais alternativos usados na China. 

MTC é o nome dado ao conjunto de práticas da medicina tradicional utilizadas e desenvolvidas ao longo de mais de três mil anos de história, na China. 

Sendo uma técnica com um tratamento alternativo, esta é a forma mais antiga de Medicina Oriental. Engloba, não só medicinas chinesas, como também sistemas médicos do Japão, Coreia, Tibete, Mongólia e Índia. 

Assim, é o termo genérico utilizado para descrever o conjunto de práticas médicas originárias da Ásia. Foi criado nos anos 50, na República Popular da China, com o objectivo das suas técnicas serem exportadas para todo o mundo.  Com uma natureza filosófica, esta medicina baseia-se no reconhecimento das energias que circulam pelo corpo humano, através dos canais meridianos – canais de energia. 

“Os chineses acreditam que a vida e a saúde estão relacionadas directamente ao fluxo de energia pelo corpo: “CHI”. A doença se manifesta quando a energia é bloqueada”.  De acordo com a sua filosofia, o corpo humano é constituído por três tipos de energias que o percorrem todo o nosso corpo.  

 

12 Meridianos Principais

medicina tradicional chinesa

Medicina Erval Chinesa

Todos os tratamentos aplicados na Medicina Tradicional são feitos à base de ervas e, dessa forma, a MTC tem como principal área de intervenção a Medicina Erval Chinesa (MEC). 

Esta, inclui um conjunto de conhecimentos e de técnicas que têm como objetivo obter os medicamentos à base de ervas. Através de uma combinação de matérias de origem vegetal, mineral e animal e, através dos seus conhecimentos, permite fazer combinações que actuem conforme as necessidades do paciente. Ao todo, são cinco os sabores dos medicamentos – pungente, doce, ácido, amargo e salgado.

A sua área de trabalho estende-se pelas diversas componentes das ciências farmacêuticas e abrange todo o processo, desde a conceção até à execução dos medicamentos. 

Embora a maioria das fórmulas chinesas continuem a ser utilizadas no Oriente, os avanços tecnológicos têm vindo a introduzir novas fórmulas e medicamentos chineses pela MEC. 

 

Tratamento

Com a aplicação de métodos alternativos, hoje, são cada vez mais as pessoas que procuram e se interessam por esta forma de tratamento de doenças.

Consulta e Diagnóstico – Primeiro momento, no qual é feita uma avaliação, diagnóstico e inclusão do tratamento. Normalmente, é feito com acupunctura. 

O diagnóstico é simples, mas eficaz. Inclui observar, ouvir, cheirar, perguntar e tocar. Nele, o que mais se destaca é a observação da língua e o exame do pulso. 

Massagem Tui Na – Massagem chinesa que é utilizada juntamente com outras técnicas terapêuticas da Medicina Tradicional Chinesa. 

Acupunctura – Com o objetivo de obter efeitos terapêuticos em diversas condições, esta massagem consiste na aplicação de agulhas por pontos estratégicos do corpo, levando ao tratamento de acupunctura. 

Moxabustão – Último serviço do segmento. Trata e previve doenças com a aplicação de calor em pontos estratégicos do corpo. 

Chi Kung – Arte milenas que tem como principal objetivo cultivar a essência, energia vital e espiritual do corpo humano. 

Tai Chi – Forma utilizada para desenvolver as energias e forças internas, agilidade e destreza física e mental. Pretende ajudar a focalizar a mente a desenvolver saúde, vitalidade e eficácia nas tarefas diárias. 

 

Relação de Yin/Yang

A MTC inclui o estudo da relação de Yin/Yang da teoria dos cinco elementos naturais – água, fogo, terra, madeira e metal – e da circulação da energia pelos medianos – canis energéticos – do corpo humano. 

A relação de Yin/Yang consiste, essencialmente, num contraste de energias. Nessa teoria, é defendido que qualquer objeto na natureza é constituído por duas partes com características opostas. 

Yin representa o lado fundamental, negativo, sombrio e o lado feminino. Associa-se ao frio, à escuridão e a passividade. Yang é o lado dinâmico, positivo, iluminado e o lado masculino. É associado ao calor, à luz e ao vigor. 

 

Lisboa

 

Sendo uma das mais antigas formas de medicina oriental do mundo, nos países ocidentais, esta medicina continua a ser pouco conhecida e procurada, e Portugal não é excepção. Por entre os métodos, o de acupunctura é o mais conhecido e utilizado. 

Aos poucos, começa a existir, em Portugal, cursos sobre a Medicina Chinesa que procuram dar a conhecer e promover este método alternativo, mas eficaz. Em Lisboa, são vários os cursos em escolas e universidades de MTC. 

  • Escola de Medicina Tradicional Chinesa;
  • Instituto de Medicina Tradicional;
  • Universidade de Medicina Chinesa;
  • Escola de Medicina Oriental e Terapêuticas;

No próximo dia 12 de setembro, a Escola de Medicina Tradicional Chinesa irá organizar um Dia Aberto nas suas instalações, com o objectivo de dar os cursos e as técnicas leccionadas na instituição. Poderá obter mais informações sobre o Dia Aberto e todo o programa em https://esmtc.pt/alunoporumdia2019

Com mais de três mil anos de sucesso, a Medicina Tradicional Chinesa promete continuar a sua história e a conquistar o mundo com o seu método alternativo eficaz. Aos poucos, começa a ser procurada pelos países ocidentais. 

Com a informação e a divulgação feita nos dias de hoje, começamos, cada vez mais, a assistir a uma tendência dos países ocidentais em confiar neste método alternativo para o tratamento de doenças. 

 

Deixa uma Resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados com *